"PORQUE ONDE ESTIVER O TEU TESOURO, ALI ESTARÁ O TEU CORAÇÃO". Mt 6,21

terça-feira, 9 de fevereiro de 2010

Parusia e fim dos tempos...

A palavra parusia significava a vinda do rei, por ocasião de uma visista de determinada região, que incluía geralmente o acerto de contas com os seu súditos.

O mesmo termo foi usado para a segunda vinda de Jesus. Jesus, o Senhor, pode visitar os seus sem que seja ainda o fim dos tempos e manifestar-se de formas diferentes daquelas a que estamos acostumados. No Antigo Testamento reconhecemos vários fatos que foram interpretados religiosamente como visitas de Yahweh destinadas a converter ou purificar os homens do mal e reconduzi-los ao plano de salvação:
- destruição de Sodoma e Gomorra;
- destruição de Jerusalém e exílio babilônico;
- destruição de Jerusalém e dispersão dos judeus no ano 70.
Estas parusias foram anunciadas para que as pessoas se preparassem, respectivamente, por Abraão, pelo profeta Jeremias e por Jesus. Houve grande destruição para eliminar o mal, para purificar e preservar um pequeno resto destinado a dar continuidade ao plano de salvação. Para os maus a vinda do Senhor é castigo, pois ele vem para ajustar as contas; para os bons, para os filhos de Deus, verdadeiro motivo de alegria, porque ele vem para purificar do mal.
A grande parusia será o fim dos tempos, quando Jesus virá para consumar sua obra de salvação. Será o acerto de contas final com a humanidade, resgatada com o preço do seu sangue.
31. Quando o Filho do Homem voltar na sua glória e todos os anjos com ele, sentar-se-á no seu trono glorioso. 32. Todas as nações se reunirão diante dele e ele separará uns dos outros, como o pastor separa as ovelhas dos cabritos. 33. Colocará as ovelhas à sua direita e os cabritos à sua esquerda. 34. Então o Rei dirá aos que estão à direita: - Vinde, benditos de meu Pai, tomai posse do Reino que vos está preparado desde a criação do mundo, (Mt 25,31-34). (Roque Brugnara)
Imagem: parusiavr.blogspot.com/.../parusia-o-que-e.html

2 comentários:

José Mariano disse...

* * *
Olá, caríssima Iza Maria!

Como vê, os Novíssimos são um nunca mais acabar (fazendo lembrar a 'história das mil e uma noites'), pois têm tudo a ver com a chamada Escatologia, e também com a Parusia, o tema desta sua nova postagem.

Por falar nisso, como certamente já saberá, tomei a liberdade de adaptar parte dos seus postais dos Novíssimos, já publicados, para o blogue Novíssimos do Homem.
Se por acaso houver alguma coisa que não seja do seu inteiro agrado, queira dizer-me, a fim de tentar agir em conformidade.

Seria óptimo que a maioria do Cristãos, pelo menos, levassem bastante a sério os Novíssimos, mas estou convencido que a grande maioria deles, incluindo os Católicos, nem sabem tão-pouco o que isso é, infelizmente.

Na catequese ensina-se pouco e por vezes mal; nas homilias quase a mesma coisa, parecendo até que a maior parte dos sacerdotes tem receio de abordar esses temas, sobretudo quando chega a altura de falar do Inferno, lamentavelmente, no qual já quase ninguém acredita, inclusive bastantes clérigos e religiosos, tragicamente...

Ao menos, tentemos fazer nós, leigos fiéis e responsáveis, aquilo que competiria mais aos bispos e presbíteros, ainda que nos pareça pouco e deficiente.
O que mais conta, para Deus, é a boa vontade e o espírito de sacrifício e de caridade, para além da humildade e perseverança.

Mesmo que na realidade ou aparentemente não sejamos minimamente correspondidos, devemos continuar, paciente e confiadamente, pois ficarão sempre em alguém umas sementinhas que germinarão a seu tempo, com a graça de Deus.

Rezo por si, assim como pelo êxito do seu blogue, pedindo também a caridade de alguma das suas orações.
Conte comigo no que modestamente estiver ao meu alcance.

+ Deus acima de tudo!

Um abraço afectuoso e respeitoso, por Jesus e Maria.
J. Mariano / Avlis
--

Iza Maria disse...

Caro irmão, J.Mariano, fique a vontade para utilizar as matérias do meu Blog, pois como vê também me utilizo de textos de autores que se encontram em livros, apostilas... Infelizmente, como bem disse, nem todos estudam certos temas e é verdade, também, que muitos não creem mais no inferno. Como se diz: Deus é misericordioso, mas é justo. Não devemos ter medo, mas Temor (um dom do Espírito Santo), não estamos aqui para aterrorizar, mas para passar adiante a verdade. Outra coisa, penso, e pedi licença à Ediçoes Lumen Christi, para pôr no Blog artigos de Dom Estêvão Bettencourt, um dos grandes teólogos que o mundo teve, porque é difícil para muitos ter estes artigos a seu alcance, assim como os temas que postamos. Nós estamos colaborando para fazer a mensagem de Cristo se propagar. Creio que tudo que pudermos fazer sem que firamos os autores - dando-lhes os devidos créditos - devemos fazer, é um apostolado, afinal, nossos blogues não têm fins lucrativos. Para que serviriam não fosse para evangelizar? Assim sendo, vamos caminhando e fazendo esta parte que, por inspiração, nos coube fazer.
Sinta-se a vontade para utilizar qualquer matéria do Blog, pois esta é a ideia: difundir. E, também, estou a sua disposição. Um fraternal abraço e conto sempre com seu apoio. Pode contar com minhas orações... Iza.